top of page
  • eduarda1026

Síndrome de Burnout – Doença do Trabalho

Updated: Jul 8, 2022

Conhecida também como Síndrome do esgotamento profissional, advém de um distúrbio emocional decorrente de situações de trabalho desgastante que demandam muita competividade e responsabilidade. Gerando exaustão ex

trema, estresse e esgotamento mental; ou seja, a principal causa da doença é justamente o excesso de trabalho.


O termo “burn out”, em inglês, significa “queimar por completo”. Trata-se de uma referência ao que ocorre com o a saúde psicológica do paciente conforme a doença se agrava: ele é tomado cada vez mais pelo estresse, até se esgotar completamente.


A doença pode ser observada em níveis leve, moderado ou grave, classificada como uma doença ocupacional, logo se o empregado apresentar esses tipos de sintomas citados acima e for diagnosticado por um médico especialista, será afastado.


No Brasil, a síndrome possui o código QD85, dentro da CID-11 (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde). O trabalhador diagnosticado terá direito a 15 dias de afastamento remunerado. Superado esse período, receberá o benefício previdenciário pago pelo INSS – o auxílio-doença acidentário, que garante a estabilidade provisória, ou seja, este indivíduo não poderá ser dispensado sem justa causa nos 12 meses após o seu retorno.


Com o retorno do empregado após o seu afastamento, a empresa deverá adaptá-lo em outra atividade que não seja a que ocasionou a doença e sem a diminuição dos seus proventos. A doença pode ser controlada através de tratamentos com remédios, acompanhamento psiquiátrico, psicológico e clínico.

85 views0 comments

Recent Posts

See All

Comentarios


bottom of page